Panela de Pau Culinária caseira à base de espontaneidade e amor

X
Risoto de bacalhau

Risoto de bacalhau

31/03/2013

Domingo de Páscoa geralmente é sinônimo de festa, com almoços longos e pessoas queridas reunidas em volta da mesa. Para completar o cenário, só falta o cardápio especial do dia.

Tanto quanto eu consiga lembrar, Páscoa, na minha casa, sempre significou peixe à mesa. A tradição ultrapassava a Sexta-feira Santa e chegava até o domingo. Na época de infância, esse era o maior terror para mim, uma criança que morria de medo de peixe fresco - na verdade, eu tinha medo de qualquer coisa vinda do mar. Camarão, lula, marisco, siri? Nem pensar. O bom é que, com o tempo, a gente muda, e acaba aprendendo várias coisas novas :)

Essas breves lembranças são a introdução para o delicioso risoto de bacalhau que marcou o domingo de Páscoa deste 2013. A receita foi liberada especialmente para o Panela de Pau pela Dona Carmem, a minha sogra querida, que me acompanhou na cozinha e deu várias dicas para que o almoço de hoje fosse um sucesso!

Risoto de bacalhau

Ingredientes:

Modo de fazer:

  1. Dessalgue as postas de bacalhau. Lave-as em água corrente (para tirar a crosta de sal) e, depois, deixe-as de molho em um refratário com água fresca, a qual deve ser trocada, em média, a cada 4h. Quanto mais tempo durar esse processo e mais vezes for repetido, mais eficaz será a retirada do excesso de sal. Para você ter uma ideia, o bacalhau de hoje ficou de molho por cerca de 13h. Ao fim, é só retirar a água, desfiar o bacalhau e reservar.
  2. Pique o tomate, o alho e as azeitonas. Em uma panela, dissolva os cubos de caldo em água quente. Reserve.
  3. Já na panela, comece refogando o alho levemente no azeite. Na sequência, adicione o arroz e refogue por mais 2 minutos.
  4. Adicione o vinho branco e mexa até o líquido evaporar completamente.
  5. Acrescente o bacalhau e o tomate e refogue mais um pouco. Adicione o arroz e misture bem.
  6. Regue a mistura com o caldo de galinha, mexendo de vez em quando, sempre com a panela destampada. Quando o caldo for absorvido, adicione mais uma porção (esse processo será repetido algumas vezes).
  7. Com a última concha de caldo, adicione as azeitonas e, se necessário, corrija o sal (lembrando que o bacalhau é salgado!)
  8. Por último, adicione a manteiga e misture bem.

E está pronto o risot de bacalhau!

Dicas para o risoto * Panelas de fundo largo são as melhores para risotos; * O ponto do risoto é quando o arroz estiver al dente, o que significa que o grão estará cozido, mas ainda apresentará alguma resistência ao morder; * Você pode tranquilamente adaptar os ingredientes, em especial trocar o alho-poró por alho comum, pois o poró nem sempre é encontrado com facilidade; * A receita de hoje serve seis pessoas. Você pode adicionar um pouco mais de arroz para render algumas porções a mais, sem problemas.

Agora sim, podemos ir à mesa! Como acompanhamentos de hoje, servimos salada de lentilha e alface. Quanto às bebidas, foi a gosto do povo: metade vinho, metade cerveja. Arrematando o cardápio, servimos o excelente pudim do meu pai!

Para fechar um gostoso almoço, nada como uma sobremesa deliciosa!
Para fechar um gostoso almoço, nada como uma sobremesa deliciosa!

Por hoje, é só!

Até a próxima!

Tags: pratos quentes, especiais

Por Mariana Cervi Soares